sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Canto ao mar

Dora Brisa

Oh, mar, que me fitas
Com o olhar infinito...
Oh mar, me digas:
O que silencio no grito?...

Oh, mar, que tudo traduz,
Tirando da lágrima, o sal...
Oh, mar, por que não me seduz?
Por que não lava o meu mal?...

Oh, mar, que me espreita,
Calmo até onde posso ver...
Oh, mar, por que viver contrafeita,
Num mundo em que não posso ser?...

Oh, mar, que me vigia,
Silencioso no seu ondular...
Oh, mar, não me dê mais um dia,
Nesta vida que nunca chega clarear...

Oh, mar, que me fascina,
Por simplesmente existir...
Oh, mar, venha e me ensina:
Como chegar, sem ter de partir?...

Oh, mar, que nada me responde,
Venha tua náufraga embalar...
Oh, mar, só me diga aonde
Há porto seguro para eu repousar...

Voz - Rosany Costa:
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário